Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Sunday, March 11, 2012

Quando é que entendem?

Quem tem filhos com necessidades especiais habitua-se a pensar mais á frente, a pensar no futuro. Não no futuro próximo, mas sim no futuro daqui a 1 ano, daqui a 5 anos, daqui a 10 anos...alguns até vão mais longe e pensam no futuro daqui a 30 ou 40 anos.
Quem está de fora diz "Não pensem nisso. Ainda falta muito tempo e ate pode nem vir a acontecer".
Hellloooooo!!!!! Quando será que entendem que essas palavras só servem para irritar quem está preocupado com o futuro, com um futuro que não pedimos e que passávamos bem sem ele? O que precisamos é de planos, planos que nos ajudem a preparar psicologicamente para o que la vem. Esses planos podem ser tolos, sem nexo...não interessa. Somos nós, pais, que vamos estar lá 24h/7dias, que vamos ter que transportar, dar banho, alimentar, aguentar as noites de gritos e agitação,aprender a mexer nas maquinetas, aprender a ser especialistas em todas as áreas que forem necessárias, aguentar com as opiniões anedóticas de alguns profissionais e tomar decisões.
Por isso, o "Ainda falta tanto tempo, não penses nisso" não ajuda nada.

Saturday, March 10, 2012

O proximo

Hoje estava a brincar com o nosso cachorro e, sempre que olhava para ele, pensava "tu não és a minha cachorra". Á 2 anos perdemos a nossa cachorra. Não me despedi dela, não lhe fiz uma festinha como deve de ser...simplesmente a "despejei" e fomos sair. Quando voltámos tinha morrido. Desde ai nenhum cachorro foi capaz de preencher um bocadinho que fosse o vazio que ela deixou.

Como vou conseguir arranjar lugar no coração para outro bebe senão o Ratinho? Será que alguma vez vou gostar tanto de alguém como gosto dele?

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!