Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Saturday, March 10, 2012

O proximo

Hoje estava a brincar com o nosso cachorro e, sempre que olhava para ele, pensava "tu não és a minha cachorra". Á 2 anos perdemos a nossa cachorra. Não me despedi dela, não lhe fiz uma festinha como deve de ser...simplesmente a "despejei" e fomos sair. Quando voltámos tinha morrido. Desde ai nenhum cachorro foi capaz de preencher um bocadinho que fosse o vazio que ela deixou.

Como vou conseguir arranjar lugar no coração para outro bebe senão o Ratinho? Será que alguma vez vou gostar tanto de alguém como gosto dele?

3 comments:

  1. Ja sigo o Ratinho ha muito, muito tempo e acho que nunca comentei...mas quando li a pergunta no final do post pensei que era agora! Quando estava gravida do 2o filho, ainda no inicio, achava que nao ia gostar dele(a) como gostava do F., achava mesmo impossivel e que seria injusto ter outro filho e dividir o amor que sentia...afinal eram duas e o panico aumentou...mas quando nasceram e passadas as 1as 2 semanas de UCI tive a certeza que nao ha frase mais acertada que "o amor pelos filhos nao se divide, multiplica-se!!" e de que maneira!Beijinhos ao Ratinho

    ReplyDelete
  2. Pois é mãe, ninguém consegue substituir um grande amor, mas a dúvida, por incrivel que pareça é identica a "mães de 2ª água", a dúvida passa sempre por: "será que vou conseguir amar outro bebé como amo este?" A resposta é sim, não há dúvida nenhuma! Mas não vou mentir e dizer que numa situação como a que está a viver, não irá sentir um vazio imenso que nunca será preenchido por muito que viva, pois o sentimento de perda irá estar sempre presente, apesar das outras conquistas, ou outros bebés que poderá ter. Acompanho discretamente este blog desde o inicio, e tenho uma admiração enorme pela mãe do Ratinho. Muita força nesta caminhada dificil. O Ratinho é tão lindo! Beijinhos no vosso coração.

    ReplyDelete
  3. Vais ter sim. Parece impossível mas não é. Claro que não é bem isso de ter lugar no coração para outro bebé, o que acontece é como ter outro coração inteiro, um para cada um, porque é assim mesmo, coração de mãe não se divide, multiplica-se :)
    bjs grandes e muita força

    ReplyDelete

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!