Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Monday, October 25, 2010

Tempos

Hoje em dia não ha tempo para nada. Corremos sempre atras de algo, seja da hora de ir buscar os miúdos, seja da hora de ir ao supermercado...simplesmente corremos. E chegamos á cama...e dormimos a correr.
O Ratinho está a atravessar uma fase muito boa. A chamada farfalheira passou e derrete-se (e derrete-nos) em sorrisos. Está a dormir com os avós...a mamã está exausta e com uma baixa imunitária.
Daqui a pouco são horas de acordar, vestir, arranjar a famosa "marmita" e ir trabalhar. Levar o chá, o lanchinho e o almoço. Arrumar, catalogar, desenhar, colocar, voltar a arrumar. Correr, correr...e voltar de novo a casa e para o Ratinho. Brincar, mimar, ser escravizada, brincar mais um pouco, dar de comer, brincar e deitar o Ratinho. Fazer tudo o que se puder ainda fazer, correr para a cama e dormir a correr. E começa tudo de novo.
Mas nada interessa. O Ratinho hoje está feliz, lindo, de saúde.
Por vezes penso que tudo isto é um desperdicio brutal de tempo, energia, dinheiro, afecto, paciencia, enfim...de tudo. Afinal ele não vai crescer e tornar-se um adulto autónomo...nem sequer um adolescente com a mania de que é dono do mundo ou sequer uma criança que tenta esticar os limites. Por vezes, muitas vezes, talvez vezes de mais, pergunto-me porque raio corro contra o tempo para chegar a tudo e lhe tentar dar tudo, desde os sapatinhos girissimos (ele nem sequer poe os pés no chao, para que é q precisa de sapatos????) ao brinquedo XPTO "voice activated" de ultima geração ao ultimo grito em tratamentos para a epilepsia/cegueira cortical/migração neuronal. Será por ele? Será por um motivo profundamente egoista da minha parte?
Falando em brinquedos, descobri que, no sitio onde trabalho (o novo sitio), adaptam brinquedos para crianças como o Ratinho. Falei com uma das pessas envolvidas no projecto e expliquei-lhe que gostaria de ter uns brinquedos adaptados. Sinceramente acho que a pessoa ficou um pouco incomodada com a nossa história...ou não, nao sei. Não conheço a pessoa o suficiente para dizer nada, sem ser que parece simpática mas muito timida. Talvez seja isso...
Vou dormir...estou exausta.
O Ratinho já dorme, sereno, com os avós.

1 comment:

  1. é impossivel que essa pessoa tenha ficado indiferente, ninguem fica! presumo apenas que nao conhecia a vossa historia e que ficou sem palavras.
    e há coisas que nao acontecem p acaso, se estás nesse sitio a trabalhar, pelos vistos é porque vem daí coisas boas, como brinquedos adaptados para o ratinho.
    e ainda bem que anda sereno e que tu, apesar da correria, tens conseguido dormir :)
    quanto ao "desperdicio de tempo", acho que não acreditas mesmo nisso, é apenas aqueles pensamentos que nos visitam e que sabemos que não são sentidos (lembra-te que não és a super-mulher...)
    um bjnho.
    (rute e edu)

    ReplyDelete

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!