Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Wednesday, October 20, 2010

Horários e afins...e ditaduras

Quem manda em casa? Os filhos ou os pais? Por cá não podemos falar muito sobre esse tema...afinal temos um bebé que, apesar de ter as "ideias desarrumadas", manda em toda a gente cá em casa...inclusivamente nas horas de sono ou no que se come. Mas esse nanico de coisa que parece gente nunca, jamais, em tempo algum, conseguiu que nos atrasassemos para o que fosse por capricho. Obviamente que pode demorar mais tempo a comer, ou vomitar, ou...sei lá...tantos imprevistos! Mas nunca porque não encontra os sapatos ou porque se está a pentear ou porque nao tem o lanche feito.
Sinceramente, por vezes, penso que o Ratinho tem sorte. Tem sorte por ser como é...senão andava a toque de caixa, como se diz na tropa (ou andava eu...). Se fizesse birra no supermercado, nós fariamos uma birra maior, ao ponto de ele querer fugir e sentir vergonha de fazer birras. Se não quisesse comer a sopa...paciencia...não gostei de pasteis de nata nem de açorda de camarão até ter mais de 20 anos...pode sempre sair á mae e ter um acordar tardio para a vida.
Há horas para comer, horas para dormir (ok...bela teoria), horas para ir para a escola, horas de pura brincadeira...e muitas destas horas não são compativeis umas com as outras. Se o Ratinho, num dia de escola, começasse a namorar o espelho e nunca mais estivesse pronto para sair...nem que fosse de pijama e pantufas (mas levava um casaco vestido...não sou inconsciente, ok????), que era para aprender a estar pronto a horas. Se não ficasse com os pés molhados, os colegas iriam gozar com ele...aposto que nao se esqueceria de que é para estar pronto a horas. Se o Ratinho não tivesse os trabalhos feitos, teria em dobro no dia seguinte, em triplo no dia depois do seguinte e só começavam a diminuir se ele fizesse os trabalhos. Iria ter tarefas e ser responsável. Iria brincar com o pai no parque e nos baloiços...e fazer queixinhas da mae ao pai. Iria saber que a mochila é para estar feita na noite anterior e que ele proprio teria que arranjar o seu lanche. Iria saber que, o importante é podermos escolher...e para isso há regras, força de vontade e disciplina...e muita, muita brincadeira (no tempo certo).

Okkkkkk
Já sei que pareço uma ditadora, que tudo isto é muito bonito mas, na prática, as crianças são pequenas ditadoras, egocentradas e carentes...porque, infelizmente, nós pais nao temos tempo de qualidade com elas e tentamos compra-lo. Perdemos a cabeça facilmente e barafustamos com o ser mais fraco, que normalmente é a criança ou o pincher irritante do vizinho.
Verdade seja dita...se o Ratinho pudesse sequer ter um vislumbre de toda a "normalidade" de uma criança, nao iria perder tempo com questões como "onde estão os ténis?" ou "Será que este penteado fica bem?" ás 8h40 da manhã e demorar 30mn a debate-las. Pegava no Ratinho, atirava-o para dentro do carro (sem sapatos e despenteado) e...ele que se tivesse levantado mais cedo e fosse mais responsável. Ou entao rebolava-me a rir...não sei...A questão é que se o Ratinho fosse "estupidamente normal", iria-lhe ensinar que há tempo para tudo, basta organizarmo-nos. Iria ensinar-lhe a matemática, que tanto adoro, a quimica e a fisica. Iria com ele ver as estrelas e ler os Apontamentos de Leonardo. Iria ralhar com ele por ele se estar a atrasar...mas nunca deixaria que isso interferisse com a unica coisa que podemos deixar de verdadeiro valor aos nossos filhos: Educação e Principios...e alguns patacos e muitas recordaçoes maravilhosas.

4 comments:

  1. Que bonito. E que desvirtuado, apressado e sufocante está o mundo..

    ReplyDelete
  2. como sempre o teu bom humor vem ao de cima!
    e nunca duvides da sorte do Ratinho, nao conheço nenhum miudo com mais mimos do que esse eheheeh
    um bjnho grande Pat!
    (já usufruiste do mimo?)

    ReplyDelete
  3. vim ler sobre o aniversário e já estou a chorar com o post.."num" há direito mulher...começe sinceramente a pensar em ser escritora e editar um livro...

    Sónia

    uma gaja muito desnaturada..sem tempo para as pequenas coisas..que na sua simplicidade são as mais importantes

    ReplyDelete
  4. bahhhhhh... depois acertamos as contas, lol.

    ReplyDelete

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!