Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Sunday, September 12, 2010

Inseguranças

Estou aqui sentada ao lado do meu lindo menino. Ele dorme, pacificamente. Faz aquele som de "borbulhar" ao respirar. Temos o oxigenio ligado.
Ontem trocava as vias: a comida que entrava pela boca saia pelo nariz. Ainda não sabemos que implicações isso terá. Para já temos febres que vão e vêm (o que é "normal") e a dispneia ("normal" também).
Enquanto tratava do Ratinho, durante a hora do jantar, senti qualquer coisa cá dentro, um calafrio, uma coisa má...senti que este podia ser o ultimo inverno dele. Senti isso como se fosse uma verdade inalterável, um facto consumado. Quando acordei desse sentimento, desse pesadelo horrendo, tinha-o nos braços, mole, flacido, com as pernitas e os bracitos a cairem desamparados, como todas as outras vezes que lhe pego ao colo. Os seus olhos estavam entreabertos, como se estivesse num estado de hipnose, e a sua carinha sem expressão. Deu-me um aperto no peito e apeteceu-m chorar. Apertei-o contra mim e pedi-lhe...não...proibi-o de partir. Mas dei conta de quão egoista isto soou...mas não retirei o que lhe disse.
Olho para ele, outra vez, aqui deitado ao meu lado, fragil, pálido, a dormir...e peço que se mantenha saudável, que aguente o inverno, passe o natal, chegue á primavera, vá á praia no verão e festeje outro natal.
Por favor não vás embora.

7 comments:

  1. Oh Pat!!! o que posso dizer perante estas tuas palavras?! Nada, não consigo escrever absolutamente nada que ache que te trará algum consolo! Posso dizer que tenho fé! Acredito que o Ratinho continuara ainda por muitos invernos, Natais, verões,aniversarios ao teu colo,a mandar te beijinhos e doces sorrisos de menino lindo e feliz! FORÇA amiga

    Flora

    ReplyDelete
  2. Fico triste por saber as notícias. Que mais esta crise seja ultrapassada, rapidamente. Um beijinho suave para o Ratinho, um abraço apertado para a Mãe que tanto o ama.

    Rosário

    ReplyDelete
  3. espero que o ratinho se encontre melhor hoje!
    e que seja um menino "obediente". e daqui nada ja te esta a mandar beijinhos!

    ReplyDelete
  4. as coisas más só acontecem ás pessoas boas

    ReplyDelete
  5. Não sei o que dizer. Tenho tanta pena! Gostava de ter o poder de salvar o seu filho!
    É uma grande mulher! Que Deus vos abençoe!
    Milhões de beijinhos para o bebé.
    Beta & Co.

    ReplyDelete
  6. Sinceramente não sei como te tens de pé sequer. Só mesmo pelo teu filho!
    Cibele

    ReplyDelete

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!