Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Saturday, February 20, 2010

Forças

O ano passado, cerca de um mês atrás, o meu mundo desabou. O que tinha feito de mim um ser completo afinal era imperfeito, pois não o compreendia. Este ano, por esta altura, uma parte de mim morreu, uma parte que me acompanhou ao longo de 12 anos, que esteve sempre presente, nos melhores e nos piores momentos. Nunca recriminou, nunca questionou, sempre lá, amiga, fiel, com uma lambidela e cutucadela amiga.
No inicio deste ano, com as 12 badaladas, pedi para nao voltar a sofre nenhuma desilusão tao forte pois não aguentaria. E heis que a vida me traz mais um soco, mais uma derrapagem...
Sinto as forças a falharem, a quererem fugir e, com uma sacudidela, agarro-as e tento mante-las. Estou cansada de ter que ser forte, de ter que lutar. Estou exausta de ter que tomar conta de tudo e de todos, de ter cuidado com as susceptibilidades dos que me rodeiam e chegar ao final do dia e sentir que a consideração é pouca  e de sentir que devo algo a alguém.
Claro que também existem coisas boas, ajudas preciosas...mas se não fosse a pouca força que me resta será que alguém as iria procurar, que iria pedir ajuda ou lutar?

O Ratinho doente, a Zoia morta...e eu tenho que continuar a levar tudo para a frente, porque se eu parar sinto que ninguem tomará as rédeas. Preciso de achar forças, algo que me faça levantar de manhã com um sorriso.

5 comments:

  1. Quanto a ter um filho especial como o teu, não tenho nem ideia do que seja, não chego nem perto...
    Quanto a perder uma amiga de 4 patas, só te posso dizer que sei exactamente o que sentes e sei que não é nada bom... no meu caso, primeiro veio a extrema saudade e quando a dor diminui, fica um vazio enorme na nossa casa. 6 meses depois, ainda achava estranho ela não me vir esperar à porta.
    Por isso, (não já), aconselho-te a arranjar outra amiga/o de 4 patas que não irá de forma alguma substituir a outra, mas irá sim dar uma enooooorme alegria à tua casa.
    Daqui só te posso mandar um abraço muito apertado e pensar em vós com toda a energia positiva possível.
    Força aí...
    Bjs
    Cris

    ReplyDelete
  2. Bom dia! Penso que so o facto de estar a partilhar a sua dor já é muito bom.
    Se não existisse este blog, se não se lamentasse então ai seria muito pior e eu posso dizer pessoalmente: nao sei se aguentaria tamanha dor.
    Psicoterapia é uma ajuda mas não prometo que acorde todos os dias com um sorriso na cara. Nem tem de o fazer. Apenas tem que acordar como lhe apetece e os que a rodeiam têm que entender que é mae de uma crinça que precisa da sua atenção e afectos a 200% e uns dias poderá estar mais optimista e noutros pode estar de rastos! Está no seu direito estar triste! Tem razões mais do que suficientes para se sentir assim. Um bjo grande

    ReplyDelete
  3. Boa tarde ... já não é a primeira vez que venho ao seu cantinho , mas quando leio as suas palavras fico sem muito para dizer ... confesso que ja chorei a ler seus passos ... não ha muito que se possa dizer , mas coragem e força porque o seu menino precisa muito de si !!!

    ReplyDelete
  4. Olá Pat, é compreensível que tenhas momentos em que te apetece desistir, não é nada fácil a tua vida! No entanto eu tenho a certeza que vais conseguir sempre, há muito tempo que acompanho o blog do Lindo Ratinho, e tu és uma grande mulher, uma grande mãe, uma pessoa linda! O Ratinho é um bebé lindo e doce e tem muita sorte por te ter como mãe. Cada vez que leio o teu blog deixas-me de lágrima no olho, mas inspiras-me para ser melhor mãe e melhor ser humano. Quando te sentires sem força pensa apenas no teu lindo filho, no seu sorriso que ilumina qualquer sala, nos seus lindos olhos que aquecem o coração mais frio, nos seu lindos cabelos côr do ouro e vais sentir-te melhor. E quando precisares de desabafar, diz o que te apetecer, quem não gostar, tal como disseste uma vez (e muito bem) Temos pena! Beijinho para ti e para o Ratinho e muita Força!

    ReplyDelete

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!