Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Wednesday, February 10, 2010

E pronto...

Quando a esmola é muita o santo desconfia. O Ratinho andava tão bem!!! Andava feliz, risonho, sorridente, bem disposto. Os espasmos foram chegando,devagarinho, bem escondidos. Vieram, foram-se instalando e hoje tomaram conta do Ratinho. Têm sido umas horas infernais com o Ratinho a chorar de tanta irritaçao. E, infelizmente, não podemos fazer mais nada senao dar-lhe colo, mima-lo, faze-lo sentir seguro. Ja estamos nisto quase á 3h...agora ele acalmou, vamos ver o que acontece.


Ás vezes, quando escrevo aqui, apercebo-me que escrevo quase sempre o mesmo. Ora o Ratinho está bem, ora está mal, ora está a recuperar. Ora me lamento, ora exponho a felicidade, ora me irrito. Afinal o blog acaba por ser um muro das lamentações, por mais que tente que não seja.

Houve uma altura em que escrevi sobre as vantagens de ter um filho diferente, um filho que, quer gostem quer nao da expressao, é deficiente. Na altura recebi muitos emails, quer a felicitarem pela coragem e boa disposição, quer a insultarem e a afirmarem que tinhamos gosto em ter um filho deficiente. Na altura fiquei chocada, triste...até um pouco deprimida. Tinha exposto uma parte de mim, de nós, que contribui largamente para a nossa forma de enfrentar o problema que temos...sim, é um problema grande, grave, monumental, que parte o coraçao e que nos mata lentamente e consome...e somos criticádos, insultados. Custou muito na altura e ainda hoje custa, quando me lembro dessas mensagens. Mas hoje, finalmente, tenho a resposta para essas pessoas. TEMOS PENA!!! Não gostam, não aceitam, têm filhos normais, têm filhos "diferentes"? Só significa que, se se sentem ameaçados/ofendidos/feridos nas suas susceptibilidades, alguma coisa vos tocou, vos fez pensar, seja lá o que essa coisa for. E que levante a mão o pai/mãe que nunca lhe apeteceu fugir a 7 pés e deixar a criança a berrar ou que não está farto, cansado de nao ter 1 mn de sossego. Agora, levante a mão quem tem filhos diferentes e consegue encarar a sua vida sem humor, por mais negro que seja.

Sim, o Ratinho é diferente, o Ratinho não anda, não brinca,não atira brinquedos, não fala, não segura o pescoço, não faz nada que se veja e que seja "normal". Tem uma deficiencia profunda, não passa de um menino bonito sem autonomia para rigorosamente nada e que vai usar fraldas até morrer. Provavelmente terá uma morte dolorosa e lenta. E recuso-me a pensar nisto e penso sim nas vantagens de ter o meu lindo Ratinho, de como o seu sorriso me fascina, de como a ginastica o ajuda a ele, mas principalmente me ajuda a mim, de que nao tenho que gastar balurdios em sapatos nem em telemoveis estupidamente avançados para crianças. Há vantagens sim, e sao as vantagens que nos levam para a frente.
Quem não gostar...temos pena!

8 comments:

  1. FORCA !!! tens tudo a razão. Nos sabemos o que é ter uma crianca deficiente, custa tomar conta deles mas o amor que eles dão e ENORME.

    P.S. O chorar do ratinho não pode ser epilepsia?? Não temem uma medicina para o acalmar?? Eu digo isso porque a melissa tambem é assim...

    Um grande abraço Cristina & Melissa

    ReplyDelete
  2. Esses revezes fazem-nos sentir assim... revoltadas, mas sabes, acho que fazes bem! Manda essa gente "ao ar" e que caiam onde lhes der na real gana! Invejo o teu espírito, a tua maneira de "dar a volta por cima" da situação...

    Continua assim, és uma inspiração!

    Beijinhos (e melhoras ao pequenote)!

    ReplyDelete
  3. Só posso deixar um beijo no coração!
    Força e principalmente boa disposição, humor e amor. Além do sonho, que comanda a vida, o amor e o humor são factores essenciais para ultrapassar os nossos problemas!!
    Beijos grandes

    ReplyDelete
  4. Querida Mamã, Papá e Ratinho

    Voces estão os 3 constantemente de parabéns pela força, coragem e amor que vos une.
    Imagino só que não deva ser nada fácil...
    Acredito que como eu, há muita gente que vos lê e faz muita força para que tudo corra pelo melhor!
    um grande Beijinho,

    Luísa Sampayo

    ReplyDelete
  5. oi meu nome é patricia e lendo essa postagem q vc fez li a minha historia meu filho tbm tem lisencefalia e esta exatamente como o ratinho ele tem 4 anos e esta apatico, mole mole , tem hr q nao sei o q faço , as fezes me desispero, e outra pego força de onde nao tenho por ele , minha vida é por ele, é pra ele,vivo ,como,am=ndo por ele apesar de ter mais 2 filhos e um marido q me ajuda muito mas msm assim é dificl tenho um blog dele htpp//:miguelisencefalia.blogspot.com e outro maesdatropadoamor.blogspot.com entra e conte conosco

    ReplyDelete
  6. olá, eu fui uma das que adimrou a coragem, e continua sempre do vosso lado. Sempre!
    Para quem vos insultou, temos pena :-)
    A_tagide

    ReplyDelete
  7. É a rimeira vez que entro e leio os eu blog, nem sei como aqui vim parar... Sou mãe também de dois meninos e estou muito emocionada com as suas palavras, não imagino o seu sofrimento, e eu já perdi um filho com 2 dias de vida... eu também sei o que é o sofrimento, acredite. Mas viver o dia a dia a olhar para ele assim, deve ser uma dor imensa. mas tenho de lhe dar muita força e dizer-lhe que tem de ter fé, e acreditar muito muito que o seu ratinho vai estar ao seu lado por muito muito tempo, não deixe que ninguém a entristeça, não deixe que ninguém a censure e vá buscar forças ao fim do mundo se for preciso para fazer o seu menino um menino feliz e sorridente e viver o dia a dia com a alegria desses pequenos mas maravilhosos momentos com ele. Acha que eu lhe oderia ser util em alguma coisa? De que forma poderia contribuir para a ajudar a si ao seu menino? Obrigada, Carla Brandao

    ReplyDelete
  8. pelo nº comentários parece-me que a carapuça serviu ..não sei se estou a ser justa.com alguns leitores..mas a verdade é que existem pessoas que apenas comentam para transmitir energia negativa..e isso é algo que não necessita..e sim dá muita pena desse tipo de personagens..o ratinho tem muita sorte de te-la como mãe...dá medo pensar em crianças que porque razão seja são diferentes e não terem a sorte de ter uns pais que os ajudem a atravessar a sua vida neste planeta..
    muitas beijocas para si e para o seu maridão..obrigado por serem os pais e bem aja por partilhar a sua experiencia...muitos mimos para o ratinho..desculpe a minha falta de ajuda neste momento...

    ReplyDelete

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!