Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Thursday, January 7, 2010

Ratinho abandonado 2

O Ratinho está a ser criado por pessoas que não a mãe. São outras pessoas (pai, educadoras, fisioterapeutas) que o estão a criar, que o veem, que se babam com os seus sorrisos, que o acalmam, que o põem na caminha a dormir. Não sou eu que o vejo a dormir a sesta nem que fico com dores nos ombros por lhe dar de comer. Não sou eu que o oiço a resmungar e a ralhar porque nao lhe fazem as vontades e porque quer é colo ou alguem a segurar a chucha. Não sou eu que lhe mudo a fralda, lhe arranjo a roupinha nem a malinha da escola...nem sequer que tenho lavado os seus biberons.
Não é justo...

Ok...não liguem. Estou com, aquilo a que se chama, dor de cotovelo. Queria ser eu a ter essas coisas todas. Mas o €€€ que ganho é muito importante,por isso não ha remedio. Além de que o Ratinho está muito bem entregue. Tem um papá que o adora e passa o dia com ele ao colo e a fazer toleiras...e dá-lhe uns banhos de imersão que até eu gostaria de tomar. Brinca com ele, faz-lhe comidinhas...enfim, mima-o muito. E a escolinha...adoro a escolinha. Por exemplo, nunca contei a ninguem que tinha o blog, que escrevia sobre o Ratinho e afins, que tinha aqui o meu refugio. Mas a educadora do Ratinho é tao dedicada a ele que passava muito tempo á procura de coisas sobre a doença dele, sobre formas de ajudar...e descobriu-nos. O Ratinho ouve as educadoras e a carinha ilumina-se. Reconhece as vozes...e adora os beijinhos que lhe dão. Basicamente são como 2ªs maes pois tratam dele e mimam-no. Fiquei tão contente por saber que o iam sempre deixar com as mesmas educadoras enquanto la estiver...e de certo que o Ratinho agradece.

Apesar de tudo o Ratinho é muito acarinhado e bem tratado. Acho que, no final do dia, é isso que conta. Seja eu ou outra pessoa, é isso que conta...Mas doi muito saber que ele está longe de mim.

8 comments:

  1. Mama,nunca se culpe de nada nem das suas ausencias,ele adora todas as pessoas que tratam dele mas a mama tem um lugar especial e o amor que sente por si é único!!!!!!!!!!!!!! mais uma coisa:é impossivel nao amar o ratinho,ele ja faz parte do meu mundo e é um prazer tratar dele. e a mama sabee que pode contar comigo para o que precisar!!!!!!!!!!! bela

    ReplyDelete
  2. Não te penalizes tanto Patricia...
    A vida não é simples nem justa, há tantos caminhos para escolhermos percorrer... Fazemos as melhores escolhas possíveis e melhores para todos à nossa volta, mas não há soluções perfeitas!!!
    És uma óptima mãe e sobretudo uma óptima pessoa!!!
    Coragem!!!

    Beijinhos

    ReplyDelete
  3. olá mamã. Como eu a percebo. Os nossos filhos ficam em creches, infantários ou com os avós (que é o meu caso) e quem assiste à primeira novidade deles não somos nós, porque infelizmente o trabalho ocupa-nos o dia todo. O meu B. com 25 meses, já saba dizer o nome completo (a maneira dele) e nós (pai e mãe) somos os únicos que ainda n ouvimos isso pk qd se pede ele não faz. Enfim...mas não se culpe. Creio que todas as mães sentem o mesmo sentimento, e dps é pior porque parece que eles dps já não nos ligam.... :(
    Isso passa... beijinhos pra si e pró seu principe. Bom fim-de-semana.

    ReplyDelete
  4. E apesar de tudo o ratinho é um menino feliz porque tem uma super mãe a zelar por ele e a amá-lo!!
    Um enorme beijinho

    ReplyDelete
  5. pois é, mas em relação à doença o balanço da semana foi positivo, não? e saber que o ratinho está bem é o mais importante. aqui entre nós, não serás tu que te sentes abandonada e com falta do colo do ratinho?
    bjs

    ReplyDelete
  6. Como eu te compreendo...

    Parece que nós (mães) efectivamente não conseguimos ser omnipresentes e culpabilizamos sempre a que nós vemos no espelho todas as manhãs...

    ReplyDelete
  7. O Ratinho esta muito bem entregue... infelizmente o bom bom seria puderes estar com ele inteiramente como gostavas, entendo o teu desabafo...mas de certeza que quando estas com ele vive-se momentos de qualidade e felicidade... tudo de bom para voces. E lembrem se que enquanto há vida há esperança.

    ReplyDelete
  8. Olá. Ontem a pesquisar um site descobri por acaso o seu blog. Fiquei muito impressionada com a história do Ratinho. Eu tenho dois filhos, e as vezes só me apetece "prende-los" no quarto, de tão reguilas que são. Mas agora ao ler a sua história percebo a sorte que tenho por ter os meus filhos perfeiros. Espero que vá correndo tudo "bem", e aproveite ao máximo o seu Ratinho.

    ReplyDelete

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!