Atenção!

Informamos que desde o ínicio de 2015:

- não recebemos nenhum tipo de ajuda vinda de familiares;
- nenhum familiar do Ratinho (excluindo pai e mãe) empresta, oferece ou sob outras formas, dinheiro ou bens materiais para ajudas relacionados com o Ratinho ou outros;
- nunca nos encontrariamos na situação actual se não fosse a maldade de determinados membros de familia que têm vergonha de ter uma criança deficiente como familiar;
- que eu, mãe, fui sujeita aos mais diversos tipos de abusos para manter o meu filho seguro e dar-lhe a melhor qualidade de vida possível

Quem disser o contrário, está a mentir.

Thursday, October 1, 2009

Hoje tivemos a nossa primeira sessão de fisioterapia. Foi uma longa batalha conseguir uma hora por semana de fisioterapia (desde janeiro, final de janeiro para ser mais precisa, á espera). Tinha as espectativas muito altas. Achava que chegávamos lá e, com pozinhos de pirilim-pim-pim, o Ratinho ia segurar o pescoço, começar a sentar-se, agarrar em brinquedos, segurar a chucha na boca, abrir os bracinhos e abraçar-me.
Na realidade aprendi coisas novas e uteis para o ajudar melhor em casa, mas realmente se não fôr o que fazemos em casa com ele, uma hora de fisio por semana não valerá de nada.

Mas foi muito duro lá ir...nem sequer imaginava que seria duro, mas foi. Quando estávamos a sair, estavam vários meninos á entrada. Esses meninos tinham as mais variadissimas deficiencias. Mas estava lá uma menina, dos seus 10-12 anos...talvez mais, nao sei, que olhava para aquela confusão toda como se estivesse muito entediada. Ela era uma menina normal...ou melhor, parecia. Estava sentada num banquinho, em frente a uma mesa com brinquedos. Fui olhando para ela e perguntava-me "Que terá aquela menina?Será que veio só acompanhar alguém?". Até que a menina finalmente se mexeu, agarrou um cubo, começou a bater com ele na mesa e a falar como uma criança de 6 meses fala. Estava sentada tão direita porque tinha um colete. E, alegremente, batia com o cubo na mesa e palrava...aos 10-12 anos.
Não sei se terei força para vencer todas estas batalhas...até posso não ter, mas terei que a arranjar. Onde é que uma mãe arranja força para mudar a fralda a um filho que já é um homem feito? Onde é que uma mãe arranja força para lhe dar banho, cuidar dele, estar lá para ele? E onde é que uma mãe vai buscar a força quando o seu anjo partir?

-------------------------------------------------------------------------------------
Mousy and Lissencephaly

Today was our first day in therapy. It was good, but let face it...it's not a hour each week that will make a difference. If i dont play with Mousy at home, the therapy will do almost nothing.
In the therapy place, when we were leaving, a saw a beautiful girl  of her 10-12 years sitting out side. I was wondering what was she doing in there, if she had some problem or if she was waiting for somebody. After a while i understood. She started to play with a small toy, smashing it against the table and making "aaaaaaaaaaa", like a 6 months baby.
Dont know where to go arrange forces to deal with all this, but i need to have forces. I dont understand how a mother will get forces to take care of her teen son that uses diapers. How she will get forces to live day by day, loving that precious boy, taking care of him...and then he dies. Dont know where to go to get forces...

4 comments:

  1. Novo dia que começou... chegar ao trabalho, ligar pc, abrir Outlook, abrir projectos de trabalho...

    Antes de mergulhar no trabalho, uma volta pelas notícias do dia. Mas isso era antes de conheçer o "Ratinho", agora antes das notícias, quero saber como está o ratinho, será que ele está melhor? será que ele fez uma graçinha?

    Como os nossas pequenas confusões/problemas são mesmo isso. Pequenos, fúteis e insignificantes. É o acordar para existências diferentes.

    O ratinho é precioso e mereçe que se lute sempre!

    Não penses como vais ter força para enfrentar este ou aquele desafio/obstáculo...

    Simplesmente faz, não penses.

    ReplyDelete
  2. I found your blog after reading the Loop. He is such a cute little boy!

    Love from another lissmother

    ReplyDelete
  3. Olá!
    Vi hoje que deixou um comentário no meu blog, e só agora consegui acabar de ler tudo sobre o seu Ratinho! É impossivel ficar indiferente perante tanto amor, sacrificio e dedicação a um filho!
    Que sorte a do seu filho de a ter como mãe!
    Como é evidente pode contar com a minha ajuda.
    E para começar gostaria que me escolhesse 10 rifas, já que não tenho acesso aos numeros vagos e agradeço que me diga como fazer para lhe transferir os 10 Sorrisos do Ratinho! :))
    Agora vou dar um olhinho no material que tem no outro blog :)
    Desejo-vos o melhor do mundo, e um grande beijinho para esse menino lindo!!!
    Ana.

    ReplyDelete
  4. Acho que só cada Mãe pode responder pela sua experiência pessoal...
    Como ter força para enfrentar o dia-a-dia repleto de dificuldades, que para qualquer pessoa são coisas simples e banais... ultrapassar obstáculos - arquitectónicos, sociais e emocionais...
    para ver tantos outros para quem tudo é tão fácil quando para nós, tudo é tão difícil...

    Eu sei que a minha força vem do meu Principezinho. Do seu sorriso, do seu olhar, da sua vontade de viver...
    Sei que deixei de ser eu e passei a ser EU - a MÃE. Antes e acima de qualquer coisa, por ele e com ele.

    Não sei como será quando chegar a hora.
    E não quero pensar nisso. Quero é aproveitar o máximo, o melhor possível!

    um Abraço cheio de força,
    Mãe Sisa

    ReplyDelete

LEILAO DE VERÃO

Leilão de Verão

http://sorrisos-para-ratinhos.blogspot.com/


PARTICIPEM!!!